Você está em >>> Ufologia Crística  >>> Acesse o Índice de UFOLOGIA CRÍSTICA

 

UFOLOGIA CRÍSTICA

 

ERAM OS DEUSES CABALISTAS?

DO JARDIM DO ÉDEN AO NOVO JARDIM TERRESTRE

 

ANÁLISE DO CASO DE BAEPENDI

 

 Por Wilson Mello Franco

 

Tenho notado que alguns casos ufológicos estão associados com assuntos cabalistas, muito antes que a Cabala entrasse na moda com a ajuda dos mega-astros Madonna, Britney Spears, Mick Jagger e outros. E, evidentemente, grandemente com a Ascensão nos "últimos dias" (ufologia crística, também chamada ufologia esotérica), claramente mencionados por muitos profetas, incluindo Nostradamus, que diz em sua famosa Epístola a Henrique Segundo:

 

"... que quase todo o mundo se encontrará arrasado e desolado: e antes destes acontecimentos, algumas naves insólitas gritarão pelo ar, ziii ziii (som de zunido), e depois de algum tempo desaparecerão."  

 

Já analisei, rapidamente, o caso da MENSAGEM DE CABALÁ passada no caso da abdução de Antonio Tasca, em Chapecó SC, e agora, também rapidamente, analiso o caso de Baependi MG, tido como um dos mais sérios da casuística da ufologia brasileira.

 

O caso mais fantástico de uma mensagem cabalista, que tive conhecimento pela revista Planeta, assinado pela hiper mega super grande e inesquecível Irene Granchi, é o caso ocorrido com um rapaz do bairro paulistano do Tatuapé, que foi abduzido por volta das 23h, quando voltava da escola. Não consta qualquer mensagem escrita, mas, unicamente, um desenho, que até o dia de hoje não vi ninguém interpretar, e que, a meu ver, seria nada mais e nada mesmo que a chave da interpretação do Gênesis. Sem nenhuma legenda, mas grandemente dedutivo, e que mostraria o que o homem será no futuro, quando concluir seu processo de evolução.

 

Há outro caso, de 1958, chamado Caso Luis Henrique, em que ele recebeu uma mensagem escrita, indecifrável, com caracteres antigos que, segundo quem lhe passou, poderia ser decifrada algum dia pelo homem.

 

No caso de Baependi (narrado a seguir), os próprios pesquisadores são os primeiros a admitir a presença de uma mensagem cabalista nos desenhos encontrados no embornal do protagonista desta abdução, Arlindo Gabriel.

 

 Parodiando Erick Von Daniken: Eram os deuses cabalistas?

 

 

O CASO BAEPENDI MG

 

Também chamado O Caso do Embornal, que é o motivo desta minha pequena análise.

 

Baependi é uma pequena cidade do sul de Minas Gerais, hoje com menos de 20 mil habitantes, perto do encontro das fronteiras entre os Estados de SP, RJ e MG.

 

Esta abdução ocorreu a 16 de maio de 1979, e teve como protagonista o agricultor fazendeiro Arlindo Gabriel dos Santos, que tem uma fazenda na região.

 

Arlindo saiu para caçar com dois amigos, levando consigo um embornal de pano, contendo seus pertences, frutas para se alimentar, e uma máquina fotográfica Kodak.  Os amigos se separaram, cada um foi para um lado.

 

Enquanto caminhava, pouco depois Arlindo viu um objeto, parecido com um cilindro, ou, como ele descreve, um "poste" de cerca de 1 metro de altura por 2 palmos de largura, . Provavelmente, uma sonda. Arlindo, que se encontrava a uns 180 metros do objeto, pegou sua Kodak e bateu uma foto, e ficou parado observando o objeto, que de repente sumiu de vista.  

 

Pouco depois, um novo objeto surgiu, bem na sua frente, com pouco mais de um metro, em forma de piorra, com uma hélice por cima, e por baixo algo como uma ponta de espada. Ele correu o filme, fotografou de novo, o objeto se esfumaçou, ele correu o filme. Andou um pouco e outro objeto  surgiu, agora com forma de barril, com listras como as tábuas de um barril, vermelhas e brancas, com cerca de 1,5 metros, com hélice em cima e asas do lado. Arlindo o fotografou. Andou uns 10 metros e o objeto sumiu, e desceu outro, este agora bem grande, em forma de ovo. 

 

 

CONTINUA

   

 

 

 

 ® DIREITOS RESERVADOS - LEI 9610 dos Direitos Autorais, de 1998.