Você está em Paranormal >>>>> Acesse o índice de Paranormal

 

YURI LONGO

O MAGO RUSSO,

GURU DE MADONNA QUE "RESSUSCITAVA DEFUNTOS"

 

Por Wilson Mello Franco 

 

          Embora pouco ou nada conhecido aqui nessas nossas paragens, o mago Yuri Longo ficou muito famoso nos anos finais da URSS na Rússia por suas espetaculares experiências de "ressurreição dos mortos".

 

      Yuri Longo, cujo nome original era Yuri Golovko, nasceu em Kuban, Rússia, em 1950.. Adotou o "Longo" em honra ao famoso faquir Dmitry Longo, que brilhava nas arenas de circos em meados do século.

 

      Após ter se formado numa faculdade conseguiu um emprego como condutor de trem. Depois partiu para Moscou. Na capital, formou-se na escola de hipnose e se especializou em truques com cartas. Golovko logo se transformou em "Mestre prático de magia branca".

Depois que entrou na Filarmônica Regional de Moscou, e para a apresentação de números solos passou então a usar o nome Yuri Longo, um novo mais palatável. Passou a seguir a coproduzir programas de TV, entre eles "O Terceiro Olho", e coproduziu outros espetáculos para a TV, como "O Corpo de Lênin, "Mestre", "Momento de Mágica", e "Mago".

      

                                                                               Em 1990, em Tóquio, ele participou do programa "O Inusitado em nossas vidas", abocanhando o primeiro prêmio. Membro da Associação Internacional de magos e bruxos (Austrália, Sidney), e criador da escola internacional de mágicas com helicópteros. Depois passar a se dedicar à magia amorosa. Conheceria 120 tipos de hipnose, telepatia, telecinese, clarividência. Entre seus clientes estão as conhecidas cantoras Madonna e Patricia Kaas. Em seu tempo livre escrevia e pintava (retratos, paisagens, naturezas-mortas).

 

 

RESSUSCITANDO MORTOS

 

 Certa vez Longo foi a um necrotério ressuscitar um morto. O espetáculo macabro estava sendo transmitido por um canal estatal, para milhões de telespectadores. De repente o morto começou a se mexer, sentou-se, levantou as mãos, balançou a cabeça e abriu a boca. O público ficou perplexo e muitos estavam em estado de choque, e o mago prometeu-lhes novas maravilhas, e disse que ele poderia fazer reviver até mesmo Lênin, cujo cadáver embalsamado está exposto no Kremlin desde 1924, ano de sua morte, e que precisa ser cuidado toda semana para não se deteriorar.

 

        Bom, antes que você ache que Longo está fazendo os mesmos milagres de ressurreição de mortos que Jesus fez, é importante notar que ele atava eletrodos ao defunto antes de emitir a ordem para que o morto "ressuscitasse".

 

      O mago Yuri Longo é justamente lembrado pelos telespectadores por seus olhos escuros hipnóticos, sua blusa branca com capuz e um grande número de circuitos no corpo. Juntamente como seus dois irmãos, Yuri Longo era popular nos anos da Perestroica e glasnost, aparecendo em quase todos os canais. E eles faziam um "show de milagres", desempenhando cada um o seu próprio papel. Kashpirovskiy, um dos irmãos, fazia a voz,  Chumak, o outro, agitava as mãos, e Longo lançava o olhar. É claro que ele atraiu um grande número de crentes que acreditavam que ele realmente era capaz de ressuscitar mortos, mesmo quando os demais mágicos afirmavam que tudo não passava de charlatanice, e que era preciso tomar cuidado usar os seus serviços como o de um guru.

 

    Mais tarde, um dos jornais revelou os segredos do "milagre". Consultando patologistas, eles disseram que, em alguns casos, os mêsculos do falecido podem ser forçados a se mover, e que não há nada de sobrenatural nisso. Mas o mago não perdeu o rebolado: pegou o bonde dos zumbis, afirmando que mais de uma dúzia de pessoas no planeta são zumbis, entre elas o então presidente da Ucrânia, Viktor Yushchenko e um ex-assessor do presidente dos Estados Unidos para a segurança nacional, Zbigniew Brzezinski.

 

    De acordo com o mago, é fácil verificar que essas pessoas são de fato "criaturas", e não "pessoas". É só se aproximar por trás delas e picar com uma agulha. Mas só funciona se a agulhada for aplicada na cabeça. "Se a pessoa não vê-lo, ela não reage, porque nada sente". Uma vez até experimentaram com Yushchenko e outros que estavam com ele, mas parece que ele era exceção à regra! No entanto, mais tarde ele ressuscitaria o caso Yushchenko na tentativa de ressuscitar sua alta popularidade.

 

    Foi então Yuri passou a ficar mais preocupado em resolver casos amorosos do que com o ocultismo.  Talvez a multiplicação dos pães efetuada por Jesus o tenha inspirado a fazer o truque da multiplicação dos seus assistentes, que se multiplicavam numerosas vezes no palco.

 

O IMORTAL QUE MORREU

 

    Yuri Longo costumava dizer que era imortal. Mas, um belo dia - mais exatamente 19 de fevereiro de 2006 - sofreu um aneurisma na aorta e partiu desta para a melhor. Seus fãs se recusaram a acreditar que o imortal havia morrido, e alguns afirmaram que poderia ter sido uma sobrecarga de energia no cérebro, motivada pela força descomunal de seus poderes.

Fato é que na véspera de sua morte ele sentiu dores no peito e chamou uma ambulância. Os médicos, sem notar sinais de infarto do miocárdio, receitaram-lhe um anestésico. Ele tomou um taxi e voltou para casa. Os médicos confirmaram que a causa da morte foi um aneurisma da aorta.

 

Até então ele jamais estivera doente, e provavelmente sofreu o infarto ao ficar grandemente indignado e nervoso ao ver no canal TNT local uma apresentação de Graboviy que, segundo o jornal Pravda, era um cínico que afanou grande parte do dinheiro destinado à mães da escola de Beslan (aquela escola que terroristas muçulmanos atacaram em 1 setembro de 2004, massacrando 334 pessoas, entre elas 186 crianças), e que agora estava prometendo àquelas mães ressuscitar seus filhos. Um choque de egos, uma vez que Grabovoy seria um Yuri Longo multiplicado exponencialmente.

[Conheça Grabovoy, o homem que promete matar a morte]

 

     Um de seus amigos, o artista Nikas Safronov informou que na última vez que se encontraram Longo estava reclamando de um mau karma, a ponto de já ter programado uma viagem de "limpeza espiritual" no Tibete. Aproveitaria e visitaria o Egito e a Austrália.

 

   Longo, que também havia se especializado em resolver problemas amorosos pela magia, morreu sozinho: acabara de se divorciar de sua segunda esposa!

 

 

DECADÊNCIA E A “OPERAÇÃO YUSHCEHNKO”

 

Foram revelados os bastidores do espetáculo da ressurreição do morto, e, claro, era um truque. E depois revelarem o modo baixo como ele o fez (entre outras coisas, teria pago um bêbado para executar certas partes do truque), sua fama decaiu, e para ressuscitá-la passou a afirmar que era o único culpado pelo presidente ucraniano Viktor Yushchenko ter sido transformado em zumbi (pela picada do teste da agulha), e que o reanimaria mais tarde. O presidente ucraniano teria passado seis dia numa sepultura e perdido a pele, e o presidente que andava por aí não era o “real”, mas um substituto que ele havia providenciado a pedido de um certo "centro de biologia polonês" de quem, na maior cara de pau,  cobrava um pagamento para trazê-lo do mundo dos zumbis. O instituto, claro, se recusou a pagar. Mas Longo não perdeu o rebolado: afirmava que tinha exercido grande influência na “Revolução Laranja”, ao trazer o Viktor de volta à vida em 2004. O presidente Viktor acabou deposto em 2014 e se refugiou na Rússia.

 

    No entanto, "a operação Yushchenko" não rendeu a Longo tanta popularidade como a sua própria morte real. O curioso é que até o dia de sua morte seu site recebia em média umas 10 visitas por dia, mas ressuscitou no dia de sua morte, atingindo 1766 visitas, assim mostrava o contador de visitas. E seu site expirava em 06 de 06 de 06, uma data digna de um grande mago!

 

 

 ® DIREITOS RESERVADOS - LEI 9610 dos Direitos Autorais, de 1998.