Você está em Paranormal >>>>> Acesse o índice de Paranormal

 

 

 

MARCELO AQUISTAPACE é um uruguaio de 49 anos (2016) com dons de clarividência e psicometria, que tem ajudado a polícia uruguaia a resolver alguns crimes, especialmente casos de desaparecimento. Foi um dos “super-humanos” apresentados na série homônima de Stanley Lee, exibida no canal History.

 

Entre os casos policiais em que Marcelo participou e foi bem-sucedido, está o sequestro da médica Milvana Salomone, sequestrada quando saia de casa, e que ficou 29 dias num cativeiro que vez após vez Marcelo visualizava, e que se revelou ser exatamente onde ela estava.

 

Em sua aparição no Super-Humanos Marcelo mostrou ser um homem que não teme ser pesquisado, nem testado, saindo-se muito bem em três testes apresentados pela produção do programa: um de psicometria, no qual identificou, entre quatro peças de roupa, a de uma mulher que havia sido sequestrada, enquanto suas ondas cerebrais eram medidas. No outro teste foram estendidos numa mesa muitos envelopes brancos, 30x25 cm, não transparentes, e Marcelo devia escolher um e descrever a gravura dentro dele, a qual estava envolta por duas cartolinas pretas, para se assegurar que de nenhum modo ele as pudesse ver senão por dom paranormal. Era uma pintura rudimentar, e ele a descreveu corretamente, não exatamente como se tivesse vendo uma foto, mas com detalhes realmente surpreendentes. No terceiro teste Marcelo deveria descrever o que um dos produtores estava fazendo, em tempo real, enquanto perambulava pelas ruas de Montevidéu. Até o próprio Marcelo se surpreendeu com a quantidade de detalhes exatos fornecidos. É interessante notar que ele não vê como se fosse uma tela de cinema ou uma foto, mas percebe nuances, chegam-lhe ideias abstratas, ou sensações, como cheiro e cores. 

 

Marcelo contou no programa de entrevistas da TV uruguaia Desayunos Informales (Café da Manhã Informal) que esse dom começou ainda quando era um menino, e que se ia atender ao telefone antes do toque de chamada. Aos 17 anos entrou em contato pela primeira vez com a hipnose e começou a trabalhar nesta área com exercícios de visualização de acontecimentos passados. “Comecei como numa brincadeira com o estímulo de saber o que iam me colocar num teste, e a praticar e crer que se podia obter informação de algo que ainda não havia acontecido”, disse Marcelo. Contou ainda que podia ver antecipadamente as questões que lhe seriam propostas nesses testes, e que as perguntas que lhe estavam sendo submetidas naquele momento no programa coincidiam com as que havia previamente visto.

 

Mesmo possuidor deste dom, Marcelo o deixou de lado e foi trabalhar com publicidade. Tem a pintura como hobby. Um dia resolveu dar atenção ao dom, que parecia exigir isso, e ele acabou desenvolvendo teorias próprias para tentar explicar como aquilo acontecia, e concluiu que tinha a ver com física quântica. De certo modo – ele ressaltou – alguns animais têm esse dom, os cães, por exemplo, às vezes pressentem a chegada de alguém que gostam, e disse que a diferença entre eles e os humanos é que o desenvolvimento do cérebro racional tornou desnecessário se antecipar aos fatos para poder sobreviver.

 

Utilizando a hipnose, Marcelo contou que está trabalhando numa forma de tratar os vícios através de afastar o cérebro racional e poder chegar ao fundo e eliminá-los na raiz. “Os vícios são tão difíceis de abandonar porque o primeiro interessado em que a pessoa não deixe de fumar, ou de furtar, ou de jogar, é o cérebro racional, que aprecia as drogas e os vícios”, explicou Marcelo.

 

Falando de seu trabalho de colaboração com a polícia, incluindo casos que lhe são enviados do exterior, Marcelo explicou que sua primeira participação foi em 1991, com um menino que havia desaparecido em Salina. Fez um exercício similar ao que fizera antes com seus estudos, e obteve informação que a investigação da polícia em seguida confirmaria. 

 

No caso da ginecologista Milvana Salomone, de tanto ver o porão em que ela estava, sentir o cheiro da terra, e ver a água correndo, acreditou que estava em algum lugar em ruínas, e inclusive avaliou que poderia estar morta, porque visualizava todos os dias a mesma coisa com sensação de medo e angústia.

 

No programa Super-Humanos, Marcelo disse que quando o sequestrado foi assassinado ele sente um peso na nuca e ombros.

 

Marcelo comentou ainda sobre o caso da jovem argentina, de 15 anos, Lola Luna Chomnalez, assassinada brutalmente no Uruguai, em setembro de 2015, do qual participou no esclarecimento. Marcelo viu uma mochila na área em que mais tarde ela foi encontrada, viu nela manchas de sangue do assassino, que mais tarde, preso o criminoso, se comprovou em testes de DNA eram dele.

 

Outras vezes Marcelo vê sinais que o fazem supor certos acontecimentos. Disse que antes das eleições argentinas viu a então presidente Cristina Kirchner acompanhada da palavra “default” [em espanhol, falta de pagamento, e em inglês padrão], e concluiu que a Argentina não honraria seus compromissos financeiros estrangeiros, e que, por isso, o próximo presidente da Argentina seria um homem.

 

Como se é de se esperar, recebe críticas, como diz Nostradamus, pelas coisas nem sempre serem as que gostariam de ouvir certos ouvidos. Previu que o Chile ganharia a Copa America, o acusaram de ser antipatriótico, torcendo para o Uruguai perder. Em casos de política os ânimos se acirram, ele é acusado de fazer campanha para certo candidato. Todavia, em suas previsões de final de 2015, segundo consta num site do Uruguai, ele prediz que o Paraguai ganharia a competição...

 

Desde 2005 Marcelo vinha dizendo que seria encontrado petróleo no Uruguai, sendo que, nas previsões para 2016 a Ancap (a Petrobras deles) reverteria sua situação de vultoso déficit, porque para a estatal petroleira “um monte de investidores vai chegar, e a matriz energética do país vai mudar”.

 

Segundo ainda Marcelo o Uruguai vai se converter em polo não apenas de serviços, mas também de investimentos em torno de 2020, pois, além do petróleo, serão descobertos diamantes e urânio no país.

 

Fato é que em março de 2011 foi encontrado petróleo e gás pela primeira vez no Uruguai. Em janeiro de 2016 foi anunciado mais descoberta de petróleo no norte do país. Tudo em escala comercial. Empresas dos EUA, Rússia, Argentina, e outros países, já anunciaram interesse na prospecção em território uruguaio.

Tudo indica que a situação da Ancap vai mudar da água para o petróleo. 

 

 

PREDIZENDO RESULTADOS NO FUTEBOL

 

 

Como seria de se esperar, perguntaram-lhe quem ganharia a Copa do Mundo no Brasil.

Com respeito ao Uruguai, disse: “Não é que vejo que [o Uruguai] não vai se sair bem, é que vejo festejos de camisas da Argentina”.

 

A previsão foi feita antes mesmo do sorteio que definiu as chaves da Copa.

 

Os festejos argentinos vistos aparentemente seriam pela conquista do título, porque na época, como um bom uruguaio, Marcelo chegou a comentar: “Espero que eu esteja errado”.

 

Como sabemos, os argentinos não ganharam a Copa no Brasil (mas também não tomaram de 7 a 1 de ninguém!), mas a classificação para a final contra a Alemanha gerou uma grande comemoração por todo o país, levada a cabo até mesmo quando a última esperança morreu com o apito final do juiz, no Maracanã.

Parece que ele se esqueceu de olhar o lado alemão. Mas os frios alemães mesmo com os 7 a 1 em cima do Brasil, não comemoram muito, com medo que a torcida brasileira os marcasse. Bom, acho que (infelizmente) os brasileiros prefeririam tomar de 14 a 1 do que ver a Argentina campeão em pleno Maracanã, uma vez os hermanos se deliciaram com os 7 a 1 dias antes.    

 

Algumas previsões para 2015, feitas em dezembro de 2014, podem ser conferidas na internet. Numa delas ele afirma que o Paraguai estaria na final da Copa América 2015, e que jogaria com uma equipe de camisa azul... O Paraguai passou pelo Brasil nos pênaltis, foi depois eliminado vexatoriamente pela Argentina por 6 a 1. O Brasil às vezes joga com fardamento azul, mas, contra os paraguaios jogou com a gloriosa amarelinha, que Pelé, Garrincha, Romário, Ronaldo, Cafú e tantos outros gloriosos já vestiram.

Como sabemos, o Chile, jogando com camisa vermelha, ganhou a Copa América 2015, e foi contra a Argentina, cuja camisa é verticalmente listrada, azul celeste e branco. Foi nos pênaltis. 

 

Um fato curioso é que Marcelo via para 2016 a queda do presidente do México... Aconteceu no Brasil!  O presidente Enrique Peña Nieto começou seu governo em 1 de dezembro de 2012, o mandato presidencial no México é de 6 anos, sem direito à reeleição em sequência.

 

Talvez Peña Nieto ainda caia (Trump invocou com ele!), mas em 2016 não foi. Aborrecido pelas gozações referentes aos erros de suas predições, Marcelo não fez predições para 2016 e 2017. Mas, bem antes, em novembro de 2015, teria predito a morte de Fidel Castro, e "uma "ascensão econômica de Cuba devido aos Estados Unidos. Isto aconteceria depois da morte de um líder importante. Registrado estão essas palavras de Marcelo: "Eu visualizada isto (ascensão econômica de Cuba) que ocorrerá e a morte de um líder importante". Como sabemos, Fidel Castro morreu em em 25 de novembro de 2016, portanto, um ano depois. Cuba e EUA reataram os laços, e os EUA pretendem fazer grandes investimentos em Cuba nos próximos anos. Quanto a isso, já era previsível. Quanto à morte de Fidel, isso ia acontecer a qualquer momento devido ao seu estado de saúde, então pode ser colocado como coincidência. Até porque Marcelo parece ter se referido a Cristina Kirchner, e não a Fidel, uma vez que para 2015 ele previu a morte de uma "líder argentina, muito querida, de cabelo ruivo ou dourado", Embora Cristina passou por problemas de saúde, até agora (janeiro de 2017), ela continua bem viva.

 

 

CONTINUA ---> CAÇANDO DESAPARECIDOS

 

 

 ® DIREITOS RESERVADOS - LEI 9610 dos Direitos Autorais, de 1998.