Você está em Motivação Pessoal >>>>> Acesse a página inicial de Motivação Pessoal

 

LANCE ARMSTRONG

  

Texto de Wilson Mello Franco

 

 Não há montanha alta o bastante

 

   Este é o título do novo livro de Lance Armstrong, cujo drama de vida beira ao inacreditável.

 

  No dia 3 de julho de 2005 o programa Domingo Espetacular, da Rede Record, apresentou uma reportagem veiculada no programa americano 60 Minutes, sobre Lance Armstrong, um vitorioso atleta ciclista que de repente se viu face a face com a morte em função de câncer generalizado, e com pouca esperança clínica de cura.

 

Acostumado a vencer nas competições de bike desde criança, sua luta agora era voltar à vida, como definiria mais tarde na capa de seu livro Minha Jornada de Volta à Vida.  

   

Antes da doença Lance havia ganho com sua equipe, ou sozinho, muitas competições. Mas começou a vomitar sangue, que acreditava fosse pelo tremendo esforço físico que fazia nas árduas competições. Não tardou e começou a sentir dores nos testículos e na cabeça e outros lugares do corpo. Finalmente foi procurar um medico: diagnóstico: câncer generalizado. A doença estava em estado avançado nos testículos, e já havia chegado ao cérebro e se ramificado nas pernas. Assustado, mas nem por isso derrotado, Lance iniciou um agressivo tratamento quimioterápico, recomendando aos médicos que fizessem de tudo para não injuriar suas pernas, que já lhe haviam dado muitos prêmios.

 

 

     MESMO EM FACE DA MORTE, LANCE PLANEJA VOLTAR E SER CAMPEÃO

 

O duro caminho da volta ao ciclismo ainda iria ter muitos capítulos. Um dia, enquanto estava hospitalizado, com suas muitas cirurgias de remoção de tumores, recebeu a visita de seus colegas de equipe. Longe de terem vindo dar-lhe apoio moral, Lance recebeu a notícia de que seus salários haviam sido reduzidos em 80%, de acordo com o que estipulava o contrato com os patrocinadores. Não demorou e os patrocinadores acabaram cancelando todos os contratos, e sua equipe se dissolveu.

 

Com o passar do tempo o câncer milagrosamente foi cedendo, e quando sua  vitória sobre esta terrível doença foi anunciada, ele já havia se decidido retornar ao ciclismo. Mas sua volta ao cenário ciclístico parecia improvável, pois nenhuma equipe o queria, em função de seu passado clínico. Ele então decidiu formar uma “equipe” com apenas ele mesmo! Os Correios dos Estados Unidos depositaram um voto de confiança nele, e assumiram seu patrocínio.

 

LANCE VOLTA AO CICLISMO E É DERROTADO

 

Se ele jamais tivesse retornado ao pedal, só a sua vitória sobre o câncer já seria motivo suficiente para dar-lhe o título de vitorioso, mas lá estava ele de volta ao ciclismo. Sua volta, porém, não foi nada feliz: numa miserável competição ciclística em Paris, Lance foi obrigado a abandonar a competição na beira da estrada, e se perguntar se aquela não devia ser sua última corrida. Mas ele admitiu que não estava pronto para retornar ao cenário ciclístico e se retirou para treinamentos e readaptação na Carolina do Norte, junto com um amigo. Lance nasceu em Austin, Texas. Ali treinou até sentir que ele e a bicicleta eram como um só, e então retornou: ficou entre os cinco primeiros no Tour da Espanha, e depois no campeonato mundial de ciclismo.

 

 

    LANCE VENCE O TOUR DE FRANCE:  A IMPRENSA NÃO ACREDITA!

 

Quando entrou 1999, Lance já havia estabelecido uma meta: ganhar o Tour de France. Ele, agora com um equipe formada, misturando força, agressividade e estratégia de equipe, venceu o Tour de France e se tornou um herói internacional! Voltou a ganhar ainda outras cinco vezes o Tour de France. Tão inacreditável era a história de Lance, que a imprensa francesa lançou dúvidas sobre seu passado, dizendo que a história de sua cura podia ter sido uma montagem para promover Lance. Mas os fatos eram inquestionáveis, conforme mostra seu prontuário medico, suas muitas cicatrizes e suas muitas imagens.    

 

Onde quer que Lance compareça, é honrado. Estabeleceu a Fundação Lance Armstrong, de credibilidade mundial, que presta todo tipo assistência às vítimas do câncer. Por incrível que pareça, Lance diz: “O câncer foi a melhor coisa que aconteceu em minha vida!”.

                                                 

 

 "A maior vitória que um homem pode conseguir é a vitória sobre si mesmo." - BUDA

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 ® DIREITOS RESERVADOS - LEI 9610 dos Direitos Autorais, de 1998.