Você está em >>> Mente e Consciência >>> Acesse o Índice de Mente e Consciência

 

 

 

GAROTO PERDE METADE DO CÉREBRO,  

VOLTA A FALAR E A FREQUENTAR ESCOLA

 

 Em 1991 Alex, um garoto então com oito anos, teve o hemisfério esquerdo de seu cérebro extirpado numa cirurgia sob supervisão do Instituto da Saúde da Criança de Londres. A cirurgia não mexeu em outras partes do cérebro de Alex, como o hipotálamo e o corpo caloso.

 

O garoto sofre de uma doença congênita, chamada síndrome de Sturge-Weber, que provoca falta de irrigação em determinadas partes do cérebro por estrangulamen­to - e falta - de veias e artérias.

 

Até então, Alex apenas murmurava algumas palavras. Cinco anos depois falava como um garoto de dez anos.

O hipotálamo controla, por exemplo, o sono, o metabolismo da água e a temperatura corporal. O corpo caloso liga as duas metades do cérebro.

 

Aos cinco anos, Alex já não tinha movimentos no lado direito do corpo. A visão direita estava comprometida. A síndrome, que atinge uma fração milionésima da população, não leva à morte.

 

A visão e boa parte das funções motoras - de movimento dos mêsculos - do lado esquerdo são controladas pelo lado direito do cérebro - e vice-versa.

 

Isso porque os feixes nervosos que são dirigidos aos mêsculos e os olhos que saem do cérebro, e que levam a mensagem "funcione" ou "deixe de funcionar" se "cru­zam" num ponto abaixo do cére­bro. Assim, as ordens que saem da esquerda vão comandar mêsculos do lado direito.

 

A família optou por cirurgia porque todo o córtex cerebral esquerdo de Alex já estava comprometido por lesões irreversíveis", disse uma das coor­denadoras do "caso Alex",

 

Os médicos abriram o crânio do garo­to e, com microbisturis e cauterizadores a laser, arrancaram o lobo esquerdo do cérebro de Alex. A re­cuperação durou mais de dois me­ses.

Recuperado fisicamente, Alex começou a surpreender os médi­cos. Em um ano, estava falando pa­lavras de - forma inteligível e come­çando a articular frases.

 

"Foi algo inimaginável para alguém com nove anos de idade. Funções que eram exclusivas do lado esquerdo começaram a se de­senvolver no lado direito", disse Faraneh, o médico responsável.

 

O córtex é a camada mais externa do cérebro, uma espécie de "casca" que envolve as partes mais exter­nas. Mas é ali que se concentram o núcleo de todas as células nervosas, os neurônios.

 

O garoto parou de ter ataques epiléticos que o atingiam semanalmente e se tornou um mistério para a Ciência.

 

 

 

EMOÇÕES E SOMBRA: ATRIBUTOS DO CÉREBRO

 

 Antonio Damásio é neurocientista e autor do livro O Erro de Descarte, que versa sobre a dualidade do cérebro. A seu ver as mentes estão “embutidas” – ou como prefere dizer – “encarnadas” não apenas no cérebro, mas no corpo inteiro.  

 

O livro começa com um relato da curiosa história de Phineas Gage, um trabalhador empregado na dinamitação de rochas para a construção de linhas férreas em Vermont.

 

Em 1848, uma pesada barra de ferro  foi projetada por uma explosão através de sua bochecha esquerda, subindo então pela parte frontal do cérebro e saindo pela parte de cima de seu crânio.

 

Surpreendentemente, Gage não apenas sobreviveu a seu estranho acidente, como parecia inicialmen­te ter conservado intactas suas fa­culdades. Podia falar e mover-se normal­mente, e sua memória não parecia afetada. Só mais tarde tornou-se claro que sua personalidade sofrera uma mudança sutil. Era capaz de decidir racionalmente como agir, mas não parecia se importar com o resultado. Já não estavam lá as emoções que pessoas normais as­sociam aos vários acontecimentos da vida. Seus amigos diziam que já não era o Gage que conheciam. Gage morreu em 1860.

  

 Gage não é um caso isolado: outras pessoas sofreram o mesmo tipo de trauma e igualmente mostraram indiferença em relação aos fatos da vida.

 

 

CÉREBRO É A SEDE DA ALMA:

 

Para os materialistas, a consciência está para o cérebro como a sombra está para o corpo que a projeta: um reflexo e nada mais. Apesar de eles ainda não saberem o que é alma, a definição é acertada.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 ® DIREITOS RESERVADOS - LEI 9610 dos Direitos Autorais, de 1998.