Você está em Espiritualidade >>>>> Acesse a página inicial de Espiritualidade

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

YÔGA E MENTE

 

 

 NOTA: Embora muitos insistem que o correto é o yôga (ou iôga), os dicionários da língua portuguesa registram essa palavra no feminino .

 

 

A yôga é um método indiano de treinamento do corpo e da mente através de exercícios de respiração, de postura corporal e de meditação.

É uma forma fácil e aprazível de treinar a mente e assim conseguir maior qualidade de vida psicossomática. Essa prática envolve a totalidade do ser humano, com exercício físicos de relaxamento ou atitudes mentais que levariam à conectividade com o Todo, o efeito suave e aconchegante é sentido logo nos primeiros dias da prática. A yôga geralmente é ensinada por um instrutor (é a melhor “interface” para se adentrar este mundo), mas pode ser aprendida em livros ou revistas e praticada por qualquer um. O instrutor, no entanto, sempre será útil em função de alguns exercícios complexos de postura, alguns quase como no balet.

 

 

A yôga não é uma moda passageira. Existe há milhares de anos. Também não é uma prática ascética ministrada por gurus, ainda que sua origem seja a Índia dos mistérios. Pessoas que exercem atividades mentalmente estressantes podem tirar grande benefício da yôga. Cada exercício físico ou mental altera a forma do praticante se posicionar diante da vida. É suposto que os exercícios levam o praticante a reposicionar sua mente em direção aos aspectos normalmente relegados pelo burburinho da vida profissional. Com o tempo o praticante passa a se sentir como se estivesse em um oásis, aprendendo a silenciar a mente e se possibilitando o reconhecimento externo de outras possibilidades que antes a mente, devido à sua agitação, não conseguia vislumbrar. Então é no campo profissional que a yôga tem sua melhor aplicação. O praticante aprenderá também a fazer escolhas que valorizem seu eu, ganhando força emocional, independente do grau de suas posses, idade ou outros fatores circunstanciais.   

 

Por meio das posturas corporais, quase todas simples e fácies, o corpo e a mente são trabalhados. Os exercícios respiratórios (pranas) possibilitam uma melhor oxigenação do cérebro e possibilitam ainda controlar os estados emocionais. Em princípio os exercícios de postura corporais visam realçar um estado de prisão pessoal que todos sentimos seguido de uma liberdade e de um alívio comprado ao entusiasmo, levando a mente a um sentimento de conectividade pouco sentido enquanto estamos no estado de prisão.

Com o tempo os exercícios possibilitam também eliminar traumas e estabelecem um arraigado sentimento de realização pessoal.

 

 

2 FRASES E 6 PASSOS QUE PODEM SOLUCIONAR SEUS PROBLEMAS AINDA HOJE!!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 ® DIREITOS RESERVADOS - LEI 9610 dos Direitos Autorais, de 1998.