Você está em Espiritualidade >>>>> Acesse a página inicial de Espiritualidade

 

     

 

   STEPHEN HAWKING 

 

E AS PROMESSAS DA BÍBLIA 

 

Stephen Hawking é considerado o maior físico do planeta desde Einstein.

 

 

Tem hoje (janeiro de 2013) 73 anos e vive atualmente em Cambridge, Inglaterra. Encontra-se semiparalisado em sua cadeira de rodas eletrônica munida de um sintetizador de voz, que usa para se comunicar, devido a uma doença rara e sem cura, que o consome progressivamente. Ao contrário de muitos cientistas ateus confessos, Hawking às vezes se refere a seu desejo de descobrir a mente de Deus por meio da física e da cosmologia.

 

  DETALHES DE UMA ENTREVISTA PUBLICADA NA MÍDIA

 

 

"O sistema mais complexo que conhecemos é nosso corpo...  poderemos redesenhar o homem"            

 

 

Questionado sobre a complexidade das viagens para sistemas intergaláticos, o grande físico respondeu: 

“O sistema mais complexo que conhecemos é o nosso corpo e não houve alterações significativas em nosso DNA nos últimos 10 mil anos. Em breve, porém, poderemos aumentar a complexidade de nosso DNA, sem ter de esperar pelo lento processo da evolução biológica. É provável que possamos redesenhá-lo dentro de mil anos, aumentando o tamanho de nosso cérebro, por exemplo”. 

 

A remodelação psicofísica do homem é amplamente vaticinada pelos profetas, e é uma das promessas da Bíblia, que se configura na "ressurreição dos mortos". Não se trata claro, da ressurreição dos cadáveres dos cemitérios - daí alguns "bons" cristãos se recusarem a doar órgãos ou a serem cremados - o que, na verdade é uma forma de idolatria, pois implica na adoração da própria imagem, da criatura, ensinamento oposto ao entregue pelo Divino Mestre, Príncipe da Paz. Na virada do milênio já podemos começar a afirmar o que Jesus disse há 2 mil anos: SOMOS DEUSES. Essa remodelação do homem possibilitará a vitória sobre a morte, e o homem poderá viver 1.000 anos, e aos 100 terá o vigor de um jovem de 18 (vide Isaías e outros profetas).  

 

          Embora para o cientista o redesenho do homem possa demorar mil anos, ele diz:  “Nos próximos cem anos acho que vamos aprender a fazer bebês crescerem fora do ventre materno, o que elimina essa restrição (do tamanho do cérebro). Graças à engenharia genética, diz ainda ele, o homem poderá aumentar o tamanho do seu cérebro.[Isso é curioso, pois os ETs apresentam cabeça volumosa].

 

Computadores inteligentes poderão criar outros computadores inteligentes... 

 

Para o físico, haverá uma revolução nos computadores, que hoje não são inteligentes. Ele diz: 

“A velocidade e a complexidade dos computadores dobra a cada 18 meses e isso vai continuar até que eles tenham uma complexidade semelhante à do cérebro humano. Bem, se moléculas químicas complicadas podem fazer com que os seres humanos sejam inteligentes, então circuitos eletrônicos igualmente complexos podem agir de forma inteligente. E se forem inteligentes podem projetar computadores ainda mais inteligentes e complexos".

 

A solução para superar o atual limite imposto pelos processadores,  “é copiar o cérebro humano, que tem milhões de processadores trabalhando ao mesmo tempo. Esse modelo será o futuro da inteligência eletrônica" - vaticina  

 

Corroborando a Teoria da Relatividade de Einstein, Hawking afirma que se um homem fizesse uma viagem superior à velocidade da luz, voltaria no tempo. 

 

 

 "Quando uma civilização atinge nosso estágio de desenvolvimento ela se torna instável e se autodestrói".

 

 

Questionado sobre se faremos contato com alienígenas agora no século 21, o cientista respondeu:

 “A espécie humana tem essa forma há 2 milhões dos 15 bilhões de anos transcorridos desde o Big Bang; assim, mesmo se a vida se desenvolveu em outros sistemas estelares, as chances de reconhecê-la nesse estágio é bem remota. Qualquer outra forma de vida será ou muito primitiva ou muito mais avançada do que nós. E se for muito mais avançada, por que não teria se disseminado pela galáxia e visitado a Terra? É possível que haja por aí alguma civilização avançada que sabe de nossa existência, mas nos deixe aqui cozinhando em nosso caldo primitivo. Mas duvido que tivessem tanta consideração por uma espécie primitiva como a nossa. Há uma história de que a razão de ainda não termos feito contato com extraterrestres é que quando uma civilização atinge nosso estágio de desenvolvimento ela se torna instável e se autodestrói. Mas sou otimista, acho que podemos evitar as guerras nucleares e o juízo final."  

 

Segundo Edgar Cayce e outros profetas, já houve outras civilizações antes da nossa que atingiram a evolução tecnologia que, em breve, teremos. Elas se autodestruíram em virtude do orgulho, do egoísmo e das divisões nos ânimos. Segundo se pode deduzir nas palavras de Jesus, de Nostradamus, e ainda em algumas religiões filosóficas, a civilização se renova a cada ciclo, e uma nova "ceifa" ocorre no final de cada ciclo, e são "colhidos" os que evoluíram  no amor, para vivenciarem sua divindade livres da ilusão, enquanto os que permaneceram no egoísmo retornam para o "lago de fogo" que é a vida. Para cada de um de nós a   vida pessoal é algo tão querido, que na ânsia pela vida nos enchemos de grande egoísmo na luta contra as supostas ameaças ao nosso bem-estar...   mas quando contemplamos o céu estrelado e nos perguntamos de onde viemos, e para onde vamos, vemos às claras a ilusão que é a vida diante da GRANDE POSSIBILIDADE DO INFINITO. Por isso, indagado sobre qual o sentido da vida, o maior cientista vivo do mundo repetiu que é penetrar na Mente de Deus.  Seguramente vivemos no lado exterior de nós mesmos, o reverso de Deus, preocupados com as picuinhas com nosso próximo, com a solicitude pela vida e esquecemos de penetrar na Mente de Deus!

Como se vê, a ciência não está longe das verdades da Bíblia.

 

                        Mais sobre Hawking: máquinas X humanos

 

 ® DIREITOS RESERVADOS - LEI 9610 dos Direitos Autorais, de 1998.