Você está em Enigmas e Ufologia >>>>> Acesse a página inicial de Enigmas e Ufologia

 

 

 

UFOLOGIA CRÍSTICA

 

          O caso Urandir Fernandes Oliveira (UFO) 

                            continuação

 

 

CENA 1: ano 2014: Mostrava um enorme bloco de gelo viajando pelo espaço e se aproximando do sistema  solar. Disse que o sistema solar viaja num grande ciclo galático através do gelo; pelo que dentro de uns 15 anos o sistema solar passaria novamente pelo campo de gelo, colocando a Terra em perigo, de modo que alguns blocos poderiam atingir a Terra.

 

 

CENA 2: ano 2012, 22 de dezembro:  Mostrava nosso sistema solar e outras estrelas e nebulosas conectados através de várias linhas. Uma dessas linhas se dirigia para as Plêiades. Isso indicava que tudo estava conectado a um evento que está conectado a um pulso que virá a partir de nossa galáxia. O “pulso” seria como se Deus estivesse sincronizando todo o universo, como um raio sincronizador que viria de Deus, o criador. Seria visto por todo aquele que tivesse olhos para ver.

     

[Nota: um acontecimento semelhante encontra-se predito por Jesus em Mateus, 24. Certamente é a isso que Urandir está se referindo. Também nas mensagens de Nossa Senhora esse “sinal” no céu é muitas vezes mencionado, e ligado aos grandes acontecimentos mundiais]  

         Este acontecimento afetaria nosso sol, e assim refletiria em cada planeta do nosso sistema. No caso da Terra, haveria muitas tempestades solares que a afetariam.

 

 

CENA 3: 22 de dezembro de 2012: O sol e as estrelas estavam se movendo no céu. Mostravam como nós veríamos o céu a partir da Terra. Seria como um vai-e-vem, balançando. Seriam vistos as estrelas e a lua se movendo. O movimento dos astros seria visto inclusive durante o dia. 

 

      [Nota: Novamente aqui é como Jesus diz em Mateus 24: “Os astros não cumprirão mais seu curso... as estrelas cairão do céu...”. Percebe-se claramente a tentativa de associar as cenas aos acontecimentos descritos na Bíblia].

        

 

CENA 4: 2014 e 2023: Um “plasma” de UFOs evacuava alguns seres humanos do planeta, que estavam no topo das colinas, com sua tecnologia de transporte através de raios. A grosso modo, seria em 2023, mas algumas pessoas já seriam evacuadas em 2014. Mesmo em 2003 haveria alguma coisa nesse sentido.

 

 

CENA 5: ano 2004: Um corpo cósmico viajava pelo espaço e se aproximava da Terra. No fim de 2004 haveria um choque no planeta devido a passagem próxima deste corpo, interferindo no clima e na atmosfera. Não havia dúvida quanto ao ano, pois na tela se estampava claramente 2004, diversas vezes. 

           O ser louro lhe explicava o que se passava na tela, falando com uma voz “mecânica”.

 

 [NOTA: Esse "corpo cósmico" seria o propalado  "planeta X", chamado Nibiru, conhecido como "planeta chupão", que seria o 12. planeta ainda não descoberto, cuja órbita supostamente cruzaria com a da Terra a cada 3600 anos. O tempo de seu retorno estaria próximo, e nesse caso se chocaria com a nossa atmosfera. O primeiro autor de peso a tratar deste assunto foi Zecharia Sitchin, em seu livro O 12. Planeta, ou Nibiru,  publicado em 1976.]     

     

 

CENA 6: ano 2007: O corpo cósmico perturba o campo eletromagnético da Terra. Os cientistas descobrirão a água que prolonga a vida. Esta água seria menos pesada e muito mais pura que esta que conhecemos. Teria a propriedade de tornar o envelhecimento cerca de 80 vezes mais lento. Seria comum viver 300 ou 400 anos. Por isso, 2007, 2008 e 2009 serão anos de boas notícias, apesar deste corpo perturbar o campo eletromagnético da Terra. De fato, a perturbação será localizada, não extensiva a todo planeta, que continuará normal. A tecnologia para extrair essa água estará disponível em 2007. Supostamente essa água seria encontrada nos blocos de gelo da Antártica.  

 

 [NOTA: Vemos aqui uma referência ao “rio da água da vida” que "será dado de beber a todo mundo",  mencionado no capitulo 21 do Apocalipse]

     As catástrofes eliminarão grande parte do seres humanos, mas sobreviveriam cerca de 3 bilhões.

 

 [NOTA: Esse dado não condiz com o de alguns profetas, que mencionam algo em torno de 1,7 bilhão]  

 

CENA 7: ano 2028: Os seres louros retornavam algumas pessoas para a Terra. Funcionariam então como recolonizadores do planeta. Começaria então uma nova Era no planeta. Seria como se tudo fosse uma parte de um esforço cooperativo.

 

[NOTA: Esta cena aparece descrita em algumas profecias. E também se lermos a Bíblia, isentos de ortodoxia, podemos perceber esta mesma similitude].

      Os seres humanos retirados do planeta e retornados seriam os mais “avançados”. Ao retornarem, estariam rejuvenescidos. E o lugar para onde seriam levados seria uma dimensão adaptada para preservar os seres humanos.  

         

A marca no forro 

 

      O processo de transporte foi revertido quando os seres decidiram retornar Urandir, três dias depois da abdução. A mídia acorreu ao local esperando ver o desfecho desta abdução, programada pelos seres para durar cinco dias, mas os seres a abreviaram para três dias justamente por causa da movimentação da imprensa, diria depois Urandir.

    Ninguém viu nada, pois o quarto onde Urandir deveria ser entregue foi lacrado de todas as formas. Nas janelas foram colocadas barras de ferro... A mídia saiu do local decepcionada. Urandir disse que suas roupas foram recolocadas em seu corpo antes do retorno, e o retorno simplesmente foi uma reversão do que acontecera anteriormente, inclusive foi recolocado sobre a cama de onde havia sido abduzido. Seus ossos então pareciam estalar muito. Havia perdido 4 quilos. Sua sensação era de que havia sido “derretido”. Os seres o haviam alimentado com tabletes de vários sabores, conforme o seu gosto. Se queria o sabor de carne, era de carne, se de maçã, era de maçã! Tomava água muito mais leve que a nossa.  Embora houvesse paredes dentro da nave, ao se locomover a sensação era como se o ambiente não tivesse fim, como se a noção de tempo e espaço, que normalmente temos aqui, não existisse.

         Para ir ao banheiro, havia uma espécie de cabina, quase transparente, um "plasma" material. Esse “plasma” era semelhante à neblina que havia anteriormente na redoma. A única necessidade fisiológica que Urandir teve foi urinar. Quando chegou ao plasma material, não havia qualquer buraco, bacia ou utensílio que normalmente usamos, nada. Achou que devia urinar assim mesmo, e então viu que a urina desaparecia cerca de 10 cm antes de tocar o piso. Os seres também urinavam, embora não na mesma quantidade que nós. Comiam os mesmos tabletes que a ele foram dados.

 

         O retorno não deixou qualquer marca no local além das que já haviam. Uma pesquisadora americana constatou que as marcas na cama estavam em posição diferente das do forro e questionou por que havia marcas na ida, mas não na volta! A explicação foi de que ele havia se movido... A pesquisadora levantou outras questões que pareciam esquisitas de entender, no tocante ao formato das marcas, ao que Urandir respondeu que era “tecnologia extraordinária”.

 

         Ao retornar, o quarto estava trancado. Usando um interfone que havia no quarto, Urandir informou seus parentes de que havia voltado.

 

A pesquisadora americana levou para o EUA uma amostra do lençol queimado para análise. Ficou constatado que o lençol era composto de algodão e poliéster. Um biofísico de Michigan examinou o material e achou espantoso o que viu, pois cada material entra em decomposição em temperaturas diferentes, o primeiro a 148o. e o segundo por volta de 500o., de modo que não seria possível formar manchas daquele porte por meios artificiais. 

 

 

                                                     I SEGUE I

 

 

Dinos de Acámbaro I Pedras de Ica I Círculo das Colheitas I Santo Sudário I Esferas mágicas I Outros Enigmas  I Gigantes Sobre a Terra I

Arqueologia Bíblica: Arca de Noé - Arca da Aliança - Travessia do Mar Vermelho 

UFOLOGIA: Caso de Chapecó I Giorgio Bongiovanni I Deuses do Novo Milênio

I Urandir Fernandes I Outros Casos I

 

 

 

 ® DIREITOS RESERVADOS - LEI 9610 dos Direitos Autorais, de 1998.