Você está em Enigmas e Ufologia >>>>> Acesse a página inicial de Enigmas e Ufologia

 

 

ENIGMA DAS ESFERAS MANUFATURADAS DE 3

      BILHÕES DE ANOS DA ÁFRICA DO SUL

 

Original e Fonte de pesquisa: http://www.ufoarea.com  

                                                      Tradução: Wilson Mello Franco

 

 

 

  Pelo menos 200 esferas manufaturadas foram extraídas numa escavação profunda em uma rocha em numa mina de prata de Wonderstone, África do Sul, com uma média de 1 a  4  polegada de diâmetro. São compostas  de uma liga de níquel-aço que não ocorre naturalmente. Algumas têm uma fina casca de cerca de ¼ de polegada de espessura, e quando quebradas dentro se encontra um estranho material esponjoso que se desintegra em pó em contato com o ar. Essas esferas, têm intrigado os pesquisadores da NASA.

Roelf Marx, o curador do museu sul-africano Klerksdorp, exibe atônito uma dessas esferas, trancada num compartimento de exibição, que misteriosamente gira em si mesma, isenta de qualquer vibração exterior! 

 

Foram retiradas da camada de uma rocha pirofilita e datas pela técnica do rádio-isótopo entre 2,8 e 3 bilhões de anos, ou seja, historicamente isso é impossível, já que a vida inteligente neste planeta só se desenvolveu recentemente, de acordo com a ciência. 

 

Todavia, o fenômeno não seria inédito. Lendo a respeito disso, John Hund, da cidade de Pietersburg  lembrou que cerca de cinquenta anos atrás foi publicado um artigo em uma revista no qual se relatava sua viagem à mina de Gestoptesfontein, perto de Ottosdal, na Província do Norte, onde ele havia encontrado um pedra como essa do museu de Klerksdorp, que gira sobre seu eixo.

 

Um dia, enquanto brincava jogando a pedra em uma superfície plana em um restaurante, Hund percebeu que ela tinha uma oscilação admirável. Ele a levou ao Instituto Espacial da Califórnia, na Universidade da Califórnia, para serem feitos testes, para se determinar como ocilava tão bem. “Quem a examinou foram os caras que fizeram os girocompassos para a NASA. Notaram que seu equilíbrio era tão apurado que excedia o limite de suas medidas tecnológicas. A pedra oscila dentro de um parâmetro de um milésimo de polegada, com absoluta perfeição", explica Hund. Ninguém sabe o que estas pedras são. Um cientista da NASA disse a Hund que eles não têm a tecnologia para criar qualquer coisa tão finamente equilibrada quanto ela. Disse que o único modo que natureza ou tecnologia humana poderia criar algo tão finamente equilibrado seria em gravidade zero.  

 

Aqui está um extrato da carta do Sr. Hund:

 

A existência da esfera chamou minha atenção por volta 1977 enquanto eu removia perigosamente gravações em rochas do lugar de pirofilita ou "wonderstone" (pedra-maravilha), como é comumente conhecida na região, é minerada na fazenda Gestoptefontein (que significa fonte tampada) perto da pequena aldeia de Ottosdal uns 110 km de Klerksdorp, na Província de Noroeste da África do Sul.  

 

Fiquei intrigado pela forma das esferas, entalha em torno do meio e o fato de que eram tão duras quanto aço, enquanto o material (pirofilita) no qual foram achadas, é tão mole quanto pedra calcárea na contagem de só 3 na balança de Moh. Como você provavelmente sabe, pirofilita (Al2 Si4 O10 (OH)2) é um mineral secundário e os depósitos foram formados por um processo de sedimentação. A atividade vulcânica de Gestoptefontein foi responsável pela formação que aflorou, cuja altura varia entre 10 a 100 metros. A superfície lisa e relativamente suave nos declives eram ideais para os habitantes pré-históricos (San) fazer suas gravuras de animais e desenhos abstratos.

 

Em Gestoptefontein esses afloramentos foram "serrados" em enormes pedaços por meio de cabos de aço trançados em zigue-zague em polias para vários quilômetros. Estes blocos eram então serrados pelo mesmo método em pedaços mais manejáveis de cerca de 500 x 500 mm., quando então ocasionalmente o "cabo da serra"  ficava cravado de esferas de metal misturadas na pirofilita.

 

De acordo com Professor Andries Bisschoff da Universidade de Potchefstroom (se aposentou alguns anos atrás) elas são solidificação de limonita. Devido à relativa escassez das esferas e a quase impossibilidade dos estranhos em obter amostras da mina, suas conclusões  não foram verificadas por outros cientistas.  

 

É muito estranho que os entalhes redondos sempre estejam bem centro. O Sr. Credo Mutwa, um notório curandeiro bruxo da cidade de Soweto, foi levado ao museu por uma equipe de TV, alguns anos atrás, e ele, assim como alguns arqueólogos amadores, acreditaram que as esferas vieram do espaço exterior. Também é difícil para eu acreditar em suas teorias. A esfera original exibida neste museu foi roubada por um sangoma branco (curandeiro) - não o Sr. Mutwa, pois suas qualidades supostamente mágicas nunca foram resgatadas.  

 

Choveram investigações de quase todas as partes do mundo sobre este fenômeno, incluindo Canadá, Suécia, Dinamarca, Alemanha, Inglaterra, EUA, Noruega, França e Botswana. Vários institutos na Europa e nos EUA também se lançaram nas investigações.

 

 

 

 ® DIREITOS RESERVADOS - LEI 9610 dos Direitos Autorais, de 1998.